#CADÊ MEU CHINELO?

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

[agência pirata] EM TEMPOS DE ELEIÇÕES...

::txt::Fórum do Anarquismo Organizado::

Programas iguais, discursos iguais

O sistema brasileiro é "democrático e pluripartidário", mas a dobradinha PT e PSDB já dura 16 anos e irá se repetir. E esta dobradinha, com um no apoio do outro, reforçou e armou ainda mais nossos inimigos de classe. O PSDB, com Fernando Henrique, "mostrou" ao PT qual modelo econômico seguir, qual o caminho da governabilidade, garantindo "crescimento e estabilidade econômica".

A equação tem um resultado já conhecido: o povo continuou na sua crise diária, oprimido pelo enriquecimento de banqueiros, pelo avanço do agronegócio e pelas privatizações de setores-chave. Com Lula da Silva, não foi à toa que o Banco Central tem o tucano Henrique Meirelles à sua presidência.

Mas o Governo Lula, além de manter a fórmula econômica, agregou uma política social que vem garantindo seus altos índices de popularidade. Os maiores da história, diga-se de passagem. A sua história de vida e a base social de seu partido foram também fundamentais para que Lula tenha se tornado maior que o próprio PT.

Fazendo escola, essa linha de conduta está claramente traçada na estratégia eleitoral de José Serra, que além de se abster de atacar Lula, já iniciou seu programa eleitoral dizendo que agora "sai o Silva e entra o Zé", se preocupando também em mostrar que é uma pessoa de origem humilde. É também batendo no mesmo ponto que Marina Silva vai tentar ganhar voto.

Crescimento econômico sustentável com desenvolvimento social é a fórmula da moda e a síntese do "programa" dos três candidatos preferidos da mídia, diferenciando apenas na ênfase dada a cada ponto. E essa é a linguagem atual do capitalismo que procura ganhar um rosto humano. Fora isso, o diferencial de cada, e é o que vai decidir as eleições, fica por conta da capacidade de cada um em mobilizar recursos (materiais e simbólicos) e costurar as alianças, principalmente com os grandes grupos econômicos e as oligarquias. Nessas condições, os oprimidos de norte a sul do país estão fora desse debate e o voto é quase que apenas uma homologação do que é desenhado nos bastidores.

A mudança que queremos se processa fora das urnas

As várias "alternativas eleitorais" à esquerda que se lançam na disputa não se cristalizam e, pra nós, não possuem qualquer capacidade de operar as mudanças, vendendo apenas ilusões, pois as saídas para conquistar as urgências do povo não vêm das urnas. A nossa alternativa, a qual abraçamos e militamos, é a luta de cada dia, construindo um projeto de longo prazo e trabalhando, nas bases dos movimentos e tendências; não para pedir votos, mas para criar povo forte e abrir, na luta, os cenários de mudanças.

É com este norte que atuamos em tempos de eleições, continuando a fazer o que é feito nos anos não-eleitorais e por isso nossa militância social se vê inserida na construção d'A Outra Campanha. As energias do povo não podem ser dissipadas numa urna, mas sim potencializadas onde ele se reconhece, no bairro, na vila, na escola, no trabalho. Nos reclamos e na organização de suas lutas com independência de classe
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@