#CADÊ MEU CHINELO?

Carregando...

terça-feira, 26 de maio de 2015

[noéntrevista] FAUSTO ERJILI


:: ntrvst :: Júlio Freitas ::
:: phts :: Mel ::

  Demente, ranzinza, explosivo, megalomaníaco, incendiário...são poucos adjetivos para definir o caráter (ou falta de) deste jornalista que se recusa a falar com as pessoas porque acha perda de tempo. Mas, por motivos até agora desconhecidos, ele foi ao nosso encontro para nos conceber uma entrevista, a última da Revista O Dilúvio (sim, vocês leram direito: última).

::A VIDA COMO ELA NOÉ::

Ideias, ideias e mais ideias, por mais que surjam ótimas delas por aí, sempre vem alguém e fode com tudo. O mundo é uma maravilha, o que torna as coisas chatas, com regrinhas e essa merda toda são as malditas pessoas. A vida não é dura, as pessoas o são. Ontem mesmo mandei o gerente do meu banco à merda, sanguessuga do caralho, falou que se não pagasse o que devo, teria de penhorar meu Mustang 67 conversível. Aqui, ó.

::JORNALISMO GONZO::

 Hunter Thompson mamou do meu leitinho, antes mesmo dele descobrir qual é a ponta do cigarro que se acende, eu já andava tacando fogo em tudo por aí, fazendo leitura dinâmica das linhas do asfalto. Sempre achei meu rumo, embora no começo mal sabia aonde aquilo tudo me levaria. Fazia tele entrega de reportagens para diversas revistas e jornaizinhos fuleiros de quinta. Eles me adoravam.






















::A FAMOSA CORRIDA DE CHARRETES::

  Não sei o que me deu na cabeça de fazer aquela merda. Fiquei todo aquele tempo atrás de carroças em trilhas poeirentas, perdi todo o rolo de filme de minha câmera, aquilo me custou caro, e até hoje não vi a cor do dinheiro que tu me deve, tu acha fácil? Enfia uma dentadura no cu e ri pro caralho!

::A CIDADE::

 Vejo diversos movimentos em prol de revitalizações e ocupações diversas, mas de todos os que comparecem nesses eventos, pouquíssimos estão realmente preocupados com causas sociais, a maioria não se importa se amanhã transformarem o Cais Mauá num shopping, por exemplo, as pessoas só querem ser vistas como parte daquilo, e bebem e fumam e cheiram e foda-se a causa. Se aquele espaço não estiver mais ali amanhã, eles saem e procuram outro, entende? É essa maldita alienação que me enche o saco. A modinha agora é ser vegano e hippie, mas parece que este disfarce cai por água abaixo quando chegam na casa da mamãezinha. Nada se sustenta. E as pessoas ficam vagueando feito moscas de cá pra lá. O que quer que for, tem de ser verdadeiro.

::O FIM DA REVISTA::

 Essa revista tá acabando mesmo?

Caguei.

::CONSIDERAÇÕES FINAIS::

 Tu me chamou aqui só pra me perguntar isso? Acha que me compra com a merda desse vinho? Deixei de ficar em casa ouvindo Tom Waits sem ninguém me aporrinhando, tu me convence a vir lá de Canoas pra isso? Que bosta de entrevista é essa? Como assim vai me pagar depois? Não não não não. Vou quebrar tudo aqui, cara, vou sim. Tu não sabe o que uma cabeça cheia de metedrina e éter pode fazer...



#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@