#CADÊ MEU CHINELO?

terça-feira, 9 de novembro de 2010

[agência pirata] DILMA E SEUS VIGILANTES



::txt::Adísia Sá::

Acompanhei pela televisão, rádio e noticiários de jornais o que faziam e diziam os candidatos. Só não me interessei pelos comícios, meros show, exibição para torcedores.

Proclamado o resultado, assisti ao encontro da presidente Dilma com os seus apoiadores, correligionários e imprensa. Depois da leitura de seu pronunciamento, fiquei atenta às entrevistas pela televisão e, também, à repercussão de sua fala nas revistas e jornais. Pincei alguns pontos que considero essenciais a todos nós, notadamente à imprensa.

No momento em que segmentos políticos apresentam projetos de criação de Conselhos de Comunicação, como o do Ceará, da deputada Rachel Marques (PT), a fala de Dilma enfatiza apreço à liberdade de imprensa ao expressar a sua total repulsa a qualquer movimento que tente cercear a livre manifestação do pensamento, de expressão - “independentemente de censura ou licença”, numa louvação a postulados pétreos da Constituição.

Com esta posição da presidente fica a indagação: recuarão os projetistas do “acompanhamento” da atuação dos meios de comunicação? Retirarão seus projetos de “vigiar”, “orientar”, “ fiscalizar”, “monitorar” as atividades dos veículos de Comunicação? Desaparecerão as “políticas de capacitação dos cidadãos para leitura crítica dos meios de comunicação, nas suas diversas modalidades e para o debate da estética, dos conteúdos, da linguagem e das técnicas empregadas na produção das mensagens midiáticas”?

A presidente não mandou recado: ela o deu publicamente e isto significa que há um compromisso formal de que a liberdade de imprensa (lato senso) não comporta interpretações dúbias. Mas não fica a palavra encerrada no pronunciamento, nem no discurso transcrito nos jornais e nas revistas: ela ecoa e se instala na alma coletiva da Nação. É necessário, então, que todos nós acompanhemos passo a passo o governo Dilma: sua palavra é sua honra. E nós somos os vigilantes...

Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@