#CADÊ MEU CHINELO?

quinta-feira, 25 de junho de 2009

JUPITER MAÇÃ



#conection #

Uma noite no STUDIO SP

txt: Fábio Balaio
phts: Julio Ferreira
prstt: Dona Augusta


Fazia muito tempo que eu não subia a serra pra ver algum show, ou ir em algum lugar em especial. Na última quinta feira, dia 18, resolví subir pra conhecer alguns amigos virtuais pessoalmente e aproveitei pra ir no show do Jupiter Maçã, já que um destes amigos é fã do cara e mora pertinho do local onde seria o show. Sempre lí e ouví falar dele, só conhecia poucas músicas, a maioria regravadas por outras pessoas, e não conhecia por puro desinteresse mesmo, pensava qual seria a causa de tanta devoção, porque seria que quem gostava não se limitava a gostar, adorava-o.

Procurei o último disco (Uma tarde na fruteira) lá na comunidade d'O DILÚVIO e baixei pra não ir às cegas no show, e saber se eu gostaria pelo menos um pouco. Fui escutando durante a viagem, escutei duas vezes seguidas, e algumas músicas eu repetí até mais. Chapei com a mistureba sonora do senhor "neo-tropicalista" como o próprio Júpiter se define.

Eu e meu camarada, o Natta, nos encontramos com outro amigo de orkut, Nei, e ficamos esquentando as guelas no buteco em frente ao StudioSP, vendo a fauna da Rua Augusta passar e esperando o lugar encher pois tínhamos chegado cedo, quando vímos que o lugar estava mais florido nos animamos a entrar. Pelo jeito o nome na lista deve funcionar, assim paga-se 10 REAU$ a menos, o nosso nome estava lá, foram duas cervejas a mais, bem carinha a long neck lá dentro, além de só servir Skol de verdade no bar do outro lado da pista, no bar principal só skol beats(bicha) e Bohemia, mas eu atravessava a pista só pra olhar o mulherio, já que estava cheio de "Menina super Brasil" no lugar.



A banda que se apresentou este dia tinha entre seus integrantes Luiz Thunderbird, que pelo que fiquei sabendo depois tem tocado com o Jupiter já faz algum tempo (interessante vê-lo apenas como integrante da banda, e o próprio se comportou bem fazendo seu trabalho, pois afinal o "estrelo" era Flávio Basso), e Astronauta Pinguim, que participou do disco, o guitarrista não reconhecí nem o baterista, e nem estava lá pra ficar perguntando...he.

Começaram tocando um música instrumental dos anos 60 da qual eu esquecí o nome, mas todo mundo já ouviu pelo menos uma vez. Logo depois emendaram com "Plataforma 6", o Jupiter ainda "esquentando", seguida de "Mademoiselle Marchand", pelo menos eu acho que foi esta a ordem, não estava num estado mental propício pra guardar a ordem das músicas tocadas, nem muito menos iria ficar anotando. Mas me lembro muito bem que tocou muitas do ultimo CD. Na "Marchinha Psicótica do Dr.Soup" errou um pouco a letra e quando cantou "Beatle George" já estava cansado e mandava a platáia cantar.

Não me lembro se cantou "As mesmas coisas" (que eu já conhecia da trilha sonora do filme do Angelí), só sei que já faz quase uma semana que ela não sai da minha cabeça, deve ter cantado. O Natta me disse que eu tive muita sorte, que no último show dele ele nem conseguia cantar, apenas declamava as músicas, reconhecí algumas do "7ª efervescência" como "Querida Superhist x Mr.Frog". Antes de terminar de cantar teve um momento de egocentrismo explícito auto-elogiativo no meio da música, dizendo-se super talentoso y otras cositas más...



Quando terminou de tocar teve neguinho gritando desesperado pra ele voltar, e ele voltou pra tocar mais duas ou três músicas se não me engano, só lembro que tocou "Miss Lexotan 6mg" e terminou com "Lugar do caralho", esta todo mundo gritando aos berros, inclusive eu. Natta e eu não arredamos pé sem tirar uma foto com a loira e depois de tomarmos várias, fomos descendo a Augusta tomando outras e gritando "Rock'n'roll" pras putas. Muito louco o rolê. Tomara que o próximo seja pra ver o Wander.

(Agradeço ao camarada Julio que conhecí no show e me mandou as fotos e os vídeos, eu estava sem câmera lá).

Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@