#CADÊ MEU CHINELO?

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

[...] COMILANÇA E POLÍTICA NA CASA DA SOGRA

:: txt :: Xico Sá ::

Tem instituição mais sagrada do que almoço de domingo na casa da sogra?

Sogra, para este poligâmico cronista –poligâmico no sentido de quem virou um destemido casamenteiro- sempre foi uma dádiva.

Sempre dei muita sorte.

Só tive uma, em muitas histórias de amor, que era uma praga. Uma cascavel de chocalho. O Paulo Vanzolini, zoólogo especialista em répteis venenosos e mulheres que rondam a cidade, sabe do que estou falando.

No mais, me dei bem com as mães das amadas minhas.

Verdade. Não curto nem mesmo essa onda de sogra como piada de boteco. Se tem uma coisa que sou politicamente correto é com a santa que trouxe ao mundo a princesa.

Mesa posta.

Almoço na casa de sogra na semana das eleições, Nossa Senhora da Achiropita!, mais animado do que nunca.

Uma educada sogra da direita histórica, nostalgicamente janista.

O sogro é um eterno comuno-anarquista, sangue italiano, desiludido com tudo, menos com uma boa cachaça mineira para degustar a costelinha de porco.

Casa cheia. Aquele barulho familiar de domingo. Lucio Dalla a toda altura na vitrola: “ah…felicita’”. Depois a minha preferida: “Gesù Bambino”.

Os mais jovens em abertas declarações de voto nulo ou no Haddad. Empate técnico com o Serra na mesa.

-Mamãe é Russomano, mas não diz – acusa a irmã mais nova.

-Não se faz mais político conservador como antigamente –defende-se a sogra. – Que saudade do homem da vassoura ou de Maluf antes de inventar modas.

O sogro toma mais uma de Salinas e suja sua barba de Bakunin com molho arrabiata.

-Passa a costelinha – é a única coisa que consigo dizer àquela altura do banquete cosmopolita com influências que iam da Minas da minha pequena à Baixa Calábria do velho.

-Viram só na Vejinha que Kassab também tem o seu lado bom, meus filhos! –retoma a bola a sogra.

Alguém, que não me lembro o nome naquela Babel, ataca preconceituosamente a sexualidade do prefeito.

-Alto lá! –interveio o tio gay da minha princesa.

Tudo na maior onda.

- Kassab é o Jânio sem álcool –tento bajular a sogra.

A irmã do meio, que família!, passa toda gostosa, de calça vermelha:

- Bienal, partiu, beijos!

O cunhado-saúde chega esbaforido na sua bike e quase atropela a empregada.

- Viva a luta de classes – berra o sogrão comuno-anarquista às quedas.

E vamos quase todos ver Corinthians x Sport Club do Recife no Pacaembu. Bom fim de domingo a todos!
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@