#CADÊ MEU CHINELO?

terça-feira, 16 de março de 2010

ISRAEL VIBRATION e GROUNDATION



#conection
... e a noite que não acabou

txt, vds n phts: Gustavo Pereira

Era passado das 22hs da noite de 10 de Março de 2010, data e hora esta marcada para a apresentação, até então sem grandes murmurinhos dos veículos de mídia provincianos, da banda californiana Groundation, que faria sua quarta passagem pela capital Gaúcha. Contudo, desta vez eles seriam colocados no posto de coadjuvantes de luxo para quem estaria prestes a se apresentar depois.

assista video


A noite começava calma e silenciosa rumo ao local onde ocorreria o espetáculo. Para quem conhece a capital sabe que a linha T5 corta de forma contundente as grandes avenidas de Porto Alegre, fazendo o trajeto Praia de Belas - Aeroporto. Logo não foi difícil avistar outros simpatizantes do Raggae Roots ou Raggae Raiz, como queiram, se apinharem no veículo ao longo do trajeto.



Conversas vazavam lentamente, uns risos, alguns olhos marejados, conhecidos que se encontravam e se cumprimentavam enquanto reviraram os bolsos com uma freqüência que revelaria facilmente comportamento compulsivo em busca da certeza de ter pegado em casa os ingressos, os documentos, o isqueiro e o que mais eu nem sei, afinal a seca já perdurava alguns meses na grande cidade e cercanias.



Seria uma noite de redenção, boa música e algum tapa, se não fosse pelo ar pesado e tenso que costuma sempre rondar shows como estes. Mas eis que ao desembarcar no fim da linha, todos que se puseram à espera de um plano mirabolante bolado pelas unidades de inteligência das forças armadas da república, se surpreenderam ao ver todas as ruas ao redor vazias, desabitadas, abandonadas, sem os temíveis reflexos dos giroflex que emitem as combinações de azul e vermelho, cores estas que todos sabem, não costumam andar juntas por aqui.

Tudo se desenhava de forma incrivelmente liberal, era a Jamaica sendo trazida como cenário para o show do Israel Vibration que garantiria quase duas horas de uma apresentação incrivelmente fantástica e som impecável. Alguns poucos seguranças faziam uma revista superficial nos expectadores que entravam no local sorrindo, tirando o pouco flagrante que lhes restava nos esconderijos que havia sido preparado com habilidade de um fugitivo para aquela noite.



Groundation fez sua apresentação para um público enérgico que respondeu prontamente aos sucessos que já são relativamente conhecidos por estas bandas do mundo, mostrando que aqui também se curte e se faz Raggae de qualidade. O palco então escureceu, tudo estava sendo preparado para a principal atração da noite, o Israel Vibration. Quando o Roots Radics subiu ao palco trazendo o instrumental hipnótico de Warm Up, o Pepsi On stage se transformava em Hiroshima, formando um cogumelo gigante de fumaça sob o centro da pista.

Era o início de uma noite que se tornaria inesquecível para um público de cerca de 3 mil expectadores que se deixava levar, embalados pela banda que por muitos anos ostentou o título de número 1 do Raggae mundial. Skelly e Wiss sabem realmente como fazer Raggae Roots e contagiar a multidão.



O fim disto tudo pouco importa, pois a música rolava solta, o cenário estava montado e a feira de acari estava aberta. Era cerveja sendo trocado por seda, isqueiro trocado por mercadoria, mercadoria sendo dividida por grupos desconhecidos que na melhor vibe da irmandade reguera que estava junta naquela noite de 10 de março de 2010 para celebrar um show que para os presentes, se tornou difícil de esquecer.

assista video
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@