#CADÊ MEU CHINELO?

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

[do além] A EUROPA AOS PÉS DO MARANHÃO



::txt::Napoleão Bonaparte::

Não quero dar uma de Wikipédia aqui, mas gostaria de relembrar brevemente a minha história. Todos sabem a cor do meu cavalo, mas a maioria nem se lembra dos fatos que me alçaram à galeria dos protagonistas da história do mundo. Serei breve, prometo.

Comecei a ser notado logo depois da Revolução Francesa – aquela que queria tirar a nobreza do poder. Ainda como um pequeno general, sufoquei 30 mil rebeldes com apenas 8 mil homens. Pouco depois, enfrentei e derrotei inimigos austríacos e piemonteses com um exército faminto, mal municiado, descalço e esfarrapado. Minha fama começou a crescer, e as vitórias se multiplicaram. Com tais triunfos, submeti-me a um plebiscito, do qual saí como imperador. Não contente com minhas conquistas, atravessei os Alpes, derrotei os austríacos em Marengo e aniquilei as tropas austro-russas na famosa batalha de Austerlitz. Com dezesseis estados alemães, constituí a Confederação do Reno e, com algumas províncias polacas, criei o grão-ducado de Varsóvia, ambos dependentes da França. Invadi a Espanha e expulsei a Corte de Portugal.

Essas vitórias e mais as “costuras” políticas me permitiram formar um vasto império. A Europa estava aos meus pés. E, como imperador, cedi a Holanda ao meu irmão Luís, Nápoles ao marechal Joaquim Murat, casado com minha irmã Elisa e a Vestfália ao meu outro irmão, Jerônimo. Sou superfamília.

Estou contando tudo isso sem nenhuma intenção de me enaltecer. Ao contrário: Waterloo, que eu nem quero comentar, baixou a minha bola. Tudo o que relatei aqui são feitos pequenos comparados aos de José Sarney. Vejam: para distribuir cargos entre parentes, amigos e aliados, tive que enfrentar inúmeras batalhas sangrentas, sacrificar vidas, erguer um império e constituir uma monarquia pessoal. O Sarney, não. O homem não precisa de nada disso. Ele faz o que faz dentro de uma democracia, sem ocupar o posto mais alto da República, independentemente de quem esteja no poder. Esse é craque. Para ele, eu tiro a minha coroa.
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@