#CADÊ MEU CHINELO?

quinta-feira, 9 de junho de 2011

[agência pirata] CHUTA QUE É MACUMBA - A INTOLERÂNCIA EVANGÉLICA



::txt::Xico Sá::

Minha santa mãezinha agora é evangélica. Católica não-praticante como todos da família, converteu-se, coisa de uns três anos, assim como vários membros do “milionário” clã dos Sás dos sertões do Ceará e de Pernambuco.

Mantenho o maior respeito pela forma como ela reencontrou a fé, caminho comum a tantos outros brasileiros: um irmão, quase em condição de rua, largou o vício. Minha mãe, meu amor, então “aceitou Jesus”. Acho bonito. Mesmo. Sem ironia alguma nessa fala, senhor diretor, por favor.

Dona Maria do Socorro me respeita e me ama ao extremo, apesar da minha vida torta. Sim, pensa na minha saúde, ora, ora por mim, mas não me julga. Linda.

Até ri quando algum sobrinho (eta que essa nova classe C internética faz um estrago na minha biografia antes escondida para ela!) mostra algum texto ou vídeo no qual exibo alguma imoralidade.

Tudo lindo.

Grau zero de intolerância entre a Bíblia aberta na Timbaúba, bairro que habita em Juazeiro do Norte, e a minha crença no excesso –a lama cura!- em São Paulo.

Os Sás, quizás, quizás, não podem servir como exemplo, somos diferenciados demais para tanto. Invoco, porém, o nosso “case” caseiro, diante do intolerante lobby da política evangélica brasileira. Especialmente os pentecostais.

Saltemos a porteira, os portais, direto para o noticiário desta Folha.com:

A presidente Dilma Rousseff determinou a suspensão da produção e distribuição do kit anti-homofobia em planejamento no Ministério da Educação, e definiu que todo material do governo que se refira a "costumes" passe por uma consulta.

Sim, pressão da bancada evangélica. Ou isso ou aquilo. Donde aquilo atende pelo batismo de Antônio Palocci, o ministro da Casa Civil, a cabeça de São João Baptista da vez.

Na campanha eleitoral não foi diferente. A própria Dilma foi vítima. Veio a palavra aborto e com ela acenderam todas as luzes vermelhas da histeria pentecostal-midiática.

Ah, cuidado, os evangélicos!

Ah, não mexam com eles!

Ah, eles têm a força!

Ah, religião com eles não se discute.

Ah, mal-estar da civilização uma ova, seu Sigmund!

Enquanto isso, em uma política de tolerância zero, os pentecostais chutam tudo que tem pela frente.

Chuta que é macumba, como eles tentam destruir, sem o menor respeito, as religiões e crenças que viajaram d´África ao Brasil nos navios negreiros.

Eles não discutem. Estão certos. Ponto, nada de parágrafo, só resta o versículo que justifica todo e qualquer ato.

E assim, num conluio intolerante entre fé e poder, no mesmo país que acaba de legitimar a união civil entre pessoas do mesmo sexo, engata-se a histórica marcha à ré no varejo da crônica de costumes.

Quando, em nome de Jesus, se metem tanto em nossas vidas, religião se discute. Estamos aqui para isso, não
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@