#CADÊ MEU CHINELO?

segunda-feira, 29 de julho de 2013

[bolo'bolo] SUBSTRUÇÃO

   Caso quiséssemos tentar bolo’bolo, a próxima questão seria: como fazer isso acontecer? Não será apenas mais uma proposta Realpolitika? Na verdade, bolo’bolo não pode ser realizado com a política; há outro canal, uma série de outros canais para chegar lá.

    Se a gente negocia com a Máquina, o primeiro problema é obviamente negativo: de que forma paralisar e eliminar o controle da Máquina (isto é, a própria Máquina) de modo que bolo’bolo possa se desenvolver sem ser destruído logo de saída? Vamos chamar esse aspecto da nossa estratégia de desconstrução, ou subversão. A Máquina Planetária do Trabalho tem que ser desmantelada – cuidadosamente, porque não queremos parecer com ela. Não vamos nos esquecer de que somos partes da Máquina, de que ela é a gente. Queremos destruir a Máquina, não a nós mesmos. Só queremos destruir nossas funções na Máquina. Subversão quer dizer mudar as relações entre nós (os três tipos de trabalhadores) e as que temos com a Máquina (que vê todos os trabalhadores como um sistema integrado). É subversão mas não ataque (agressão), já que ainda estamos todos dentro da Máquina e temos que bloqueá-la de lá. A Máquina nunca vai se confrontar conosco como com um inimigo externo. Nunca vai haver frente de batalha, quartéis, fileiras, uniformes.

    Subversão somente, entretanto, sempre dará em fracasso, embora com sua ajuda pudéssemos paralisar algum setor da Máquina, destruir alguma de suas capacidades; afinal, a Máquina será sempre capaz de reconquistar e dominar de novo. Por isso, todo espaço obtido inicialmente pela subversão tem que ser preenchido por nós com algo novo construtivo. Não podemos ter esperanças de primeiro eliminar a Máquina e depois – numa zona vazia – instalar bolo’bolo; estaríamos sempre chegando tarde demais. Elementos provisórios de bolo’bolo, sementes de sua estrutura, devem ocupar todas as brechinhas livres, áreas abandonadas, bases conquistadas, e prefigurar os novos relacionamentos. Construção deve combinar com subversão num só processo: substrução (ou "consversão", se você preferir). A construção nunca seria um pretexto para renunciar à subversão. Subversão sozinha dá somente em fogo de palha, dados históricos e heróis, mas não deixa resultados concretos. Construção e subversão, isoladamente, são meras formas de acordo tácito ou colaboração escancarada com a Máquina.
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@