#CADÊ MEU CHINELO?

terça-feira, 4 de setembro de 2012

[...] ÓIA, CACILDA

::psy::Júlio Freitas::

Óia, Cacilda
eu num sô ninhum jumento
tenho poco conhecimento
mais eu sei o beabá

Óia, Cacilda
peguei um buquê de rosa
quis dá dois dedo de prosa
e traveis eu te beijá

Óia, Cacilda
percurei tomá um banho
pra tirá o chêro estranho
e tu não vem me recramá

Óia, Cacilda
cum poema eu te saúdo
coloquei cedilha e tudo
no teu nome a idolatrá

Cacilda não me qué
Cacilda não me qué
será que foi o bafo,
ou o aroma de chulé?

Intão eu vô pará
cum essa cantoria
já que tu não me dá
vai tomá no que eu queria.
Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@