#CADÊ MEU CHINELO?

terça-feira, 31 de março de 2009

OS GÊMEOS



Grafitti puro mármore

txt e phts: Sara Luz

Quem passar pelo Rio de Janeiro até o dia 17 de maio não pode deixar de conferir a mostra “Vertigem”, da dupla de grafiteiros Os Gêmeos, instalada em três salas do CCBB. Entre pinturas, esculturas e instalações sonoras, as obras dos irmãos Gustavo e Otávio Pandolfo vão rapidamente do realismo urbano ao devaneio que multiplica mentes.

Em um mesmo espaço, é possível conferir a reprodução de um lar modesto, onde alguém esqueceu o forno aceso e que pode ser estar em qualquer periferia. Ou, ainda, experimentar o Luminescence, um cubo cabeça que segue a linha dos bonecos amarelos por fora, mas por dentro entre luzes e espelhos se transforma em um caleidoscópio infinito.

Os Gêmeos, que só conseguiram visibilidade em sua terra natal depois de ganharem destaque em Nova York, usaram muitos recursos pra compor “Vertigem”: luzes, sons, música, escultura em madeira, paetês. O processo foi como abrir uma janela e a referência para as palhetas de cores são as nuances do Brasil. Neste vídeo gringo (http://www.youtube.com/watch?v=ktaUZJEkV-I) feito para o mercado que primeiro os acolheu, Os Gêmeos explicam mais sobre sua história. As imagens de fundo são uma versão ampliada do que vimos de “Vertigem” no Rio.

Seguindo pelas salas do Centro Cultural do Banco do Brasil, o universo urbano que nasceu nos muros de São Paulo ganha espaço como se fosse parte de um sonho colorido. O imaginário dos artistas viaja em cores e texturas para contar uma história real que acontece diariamente nas ruas de grandes cidades. Um jeito lúdico de retratar as desigualdades sociais que são o modo de vida de um povo que nem de perto chega ao mármore do CCBB.



A terceira sala da exposição, que abriga a obra Os Músicos, talvez seja também a mais sensorial e interativa. Um estúdio, ou um palco, está ali à disposição dos visitantes. Os mais talentosos e/ou curiosos podem arriscar alguns acordes na guitarra, no baixo ou na batera. O som ecoa em mais de uma centena, imagino eu, de caixas de som suspensas na parede.
Um trabalho que evoca contradições e que apontando diferenças chegou à fachada do Tate Modern o museu de arte moderna de Londres. Entre conquistas e resgates, Os Gêmeos seguem abrindo as trilhas para a street art a portas fechadas, trazendo uma realidade que passa longe das grandes galerias.

CCBB - Rio de Janeiro
Data: de 24 de março a 17 de maio de 2009
Entrada franca.

Postar um comentário

#ALGUNS DIREITOS RESERVADOS

Você pode:

  • Remixar — criar obras derivadas.

Sob as seguintes condições:

  • AtribuiçãoVocê deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante (mas não de maneira que sugira que estes concedem qualquer aval a você ou ao seu uso da obra).

  • Compartilhamento pela mesma licençaSe você alterar, transformar ou criar em cima desta obra, você poderá distribuir a obra resultante apenas sob a mesma licença, ou sob licença similar ou compatível.

Ficando claro que:

  • Renúncia — Qualquer das condições acima pode ser renunciada se você obtiver permissão do titular dos direitos autorais.
  • Domínio Público — Onde a obra ou qualquer de seus elementos estiver em domínio público sob o direito aplicável, esta condição não é, de maneira alguma, afetada pela licença.
  • Outros Direitos — Os seguintes direitos não são, de maneira alguma, afetados pela licença:
    • Limitações e exceções aos direitos autorais ou quaisquer usos livres aplicáveis;
    • Os direitos morais do autor;
    • Direitos que outras pessoas podem ter sobre a obra ou sobre a utilização da obra, tais como direitos de imagem ou privacidade.
  • Aviso — Para qualquer reutilização ou distribuição, você deve deixar claro a terceiros os termos da licença a que se encontra submetida esta obra. A melhor maneira de fazer isso é com um link para esta página.

.

@

@